lenço_header

08 formas -FÁCEIS- de usar lenços

Eu amo lenços, vocês também?

Tenho uma gaveta inteira cheia deles com vários formatos e estampas mas eu estava notando que me limitada a usa-los apenas de uma forma ou como turbante ou para me proteger do frio em viagens. Por isso, fiz um painel com 8 formas fáceis de usar aquele seu lenço que está encostado no fundo do armário.

E sabe o melhor? São tão simples que nem precisa de tutorial. =}


lençosassinatura

header_truecost

True Cost: o verdadeiro valor da Moda

Vamos falar sobre Moda?

Ontem a noite assim que cheguei do trabalho parei um pouco a minha vida para assistir ao documentário True Cost, dirigido por Andrew Morgan (uma pessoa,que como ele mesmo conta, não tem relação nenhuma com esse universo), o filme retrata quem está por trás das peças super baratas que nós encontramos em redes de fast fashion. O foco não são estilistas nem as grandes marcas e sim o trabalhador das fábricas, em especial a India, e o impacto do nosso consumo no planeta.

Já havia ouvido falar bastante sobre esse filme e uma amiga até começou a se questionar se ainda queria fazer parte desse universo tão injusto. A Industria Têxil movimenta bilhões pelo mundo e é a segunda maior poluidora do planeta e isso afeta diretamente todo nosso meio – por isso devemos realmente pensar sobre esse assunto.

Processed with VSCOcam with f2 preset

Acho que todo mundo já ouviu falar em trabalho escravo ligado a moda, existem várias empresas mudando seus parques fabris para países orientais buscando mão de obra cada vez mais barata. O valor de produção de uma calça jeans nesses paises chega a ser 0,50 centavos de dólar (e não precisa ser expert pra saber que esse valor não paga nem o tecido) e são vendidas nas redes por 20 dólares (continuam sem pagar o tecido mas o lucro é absurdo). Mas você já parou pra pensar que pra você comprar essa calça por 20 dólares alguém teve que receber muito pouco para produzi-la?

A conta funciona assim: os donos das fast fashion tem uma faixa de preço para cada coisa na loja, algo como 19,90, 29,90. Para poder praticar esse preço e ter lucro ele começa a cortar gastos onde pode: tecido mais barato, pouco aviamentos, modelagem que aproveite melhor o tecido etc. Fabricação própria é algo inviável  já que ele teria que pagar funcionários e direitos trabalhistas. Qual a solução? Terceirizar. Assim ele se livra de todas as dores de cabeça de produzir  e apenas compra e revende.

Seria simples mas temos que lembrar daquela faixa de preços ali, então ele impõe que o valor máximo da peça pronta é de 5 dólares e que o dono da fábrica tem que se virar pra pagar tecido, aviamento, maquina de costura, funcionários dentro desse valor ( e ter lucro ). Semana que vem o dono do fast fashion quer praticar valores mais agressivos, então baixa a faixa de 19,90 para 9,90 e diz que só compra as peças por no máximo 3 dólares. O dono da fábrica fica encurralado ou ele reduz os custos e continua gerando emprego e renda ou nega o pedido – ficamos com a primeira opção. Então o salário de quem trabalha na fábrica diminui. E continua caindo a cada nova remarcação.

Agora mudando para o lado de cá do globo, o consumidor que vai na loja e encontra peças lindas por 19,90 e depois por 9,90 só vê vantagens. Ele se sente rico e acha que pode comprar várias peças sem nem pensar se aquilo será realmente útil. É consumir por consumir, e esse consumo desenfreado, estimulado pela publicidade, blogs e celebridades faz a máquina da economia girar sem ligar muito com a forma que é feito.

O fator humano dentro dessa indústria é muito importante não só para que as coleções sejam criadas como para que elas tomem forma. Por trás do glamour dos desfiles e festinhas existem milhares de funcionários que realmente fazem a máquina girar mas quando há uma turbulência são os primeiros a sentir o baque.

true-cost-memes3

Há cerca de 40 milhões de trabalhadores em fábricas de vestuário em todo o mundo, a maioria dos quais ganham menos de 3 dólares por dia.

Adotar a mão de obra barata é só uma peça nesse quebra cabeça de consumo, existem outros milhares de problemas globais tanto ligados a Moda quanto a outros setores, o fato é que nosso planeta não aguenta mais tanto consumo e descarte. Em contrapartida se paramos de consumir nossas economias entram em colapso. É uma bola de neve de sujeira e químicos.

Boicotar marcas ainda não seria a solução. O consumo consciente, a valorização de marcas locais e principalmente aquela perguntinha que sempre devemos fazer quando estamos numa loja: Será que eu preciso disso? … São os primeiros passos para nos reeducar em relação a moda e ao impacto que aquela peça baratinha vai fazer ao planeta.

assinatura

header_playlist

05 playlists pra -AMAR- no Spotify

Se eu pudesse ficava 24 horas ouvindo música, sou dessas! Eu gosto muito de pesquisar bandas e cantores novos (aliás, descobri uns incríveis e vou fazer um post sobre isso) e consigo passar horas e horas pela internet fuçando e procurando artistas legais.

Maaas sempre tem aquele dia que você tá com uma preguicinha e quer mesmo é uma boa playlist já montadinha e com música boa, lógico. Quem aí ainda não conhece o Spotify tem que correr pra conhecer essa beleza, já que além de ser de graça (existe uma versão paga também) a montagem dos sets são os melhores que já ouvi e olha que já ouvi muita coisa por ai.

Então separei minhas 5 playlists favoritas e quando é a hora perfeita de ouvi-las.

01

Eu sempre escolho a Cool, Calm & Collected quando estou muito cheia no trabalho ou quando estou em um super engarrafamento. Ótima para aqueles dias que você precisa relaxar e focar.

02

Ainda pensando em música mais tranquilas, eu amo essa playlist. A Melancholy Wood tem uma pegada folk/rock / blues com vocais predominantemente masculinos e soronidades bem profundas.  Amo ouvir em casa, antes de dormir, pensando na vida…

03

Essa lista há muito tempo não é atualizada ( foi em 2012) mas eu adoro por que tem muitas músicas que eu ouvia com meus amigos naquela época. Acho nostalgica e cheia de músicas pra dançar. 

04Eu adoro o programa da Bela Gil, mesmo nunca tendo testando nenhuma receita, e também caio de amores pela trilha. Bem brasileira cheia de sambas, axé, pagode. Sem preconceitos e maravilhosa. Escuto cozinhando mesmo pra me sentir uma chefe de cozinha rsrsrs.

05

Descobri essa bem no acaso, uma trilha cheia de clássicos dos anos 60 criada pelo próprio Spotify. Eu nem sabia que eu gostava de música dessa década mas peguei amor e passei semanas ouvindo sem parar! Adoro ouvi-la quando estou criando minhas estampas, sei lá, acho que eu fico mais inspirada. =}

Pra quem não conhecia, vale a pena baixar o app do Spotify. Já que mesmo a versão gratuita já disponibiliza todo o catálogo de músicas, se você optar pela versão paga fica livre dos comerciais e ainda consegue ouvir playlists offline.

EXTRA

06

Adoro mil vezes cada música dessa lista mesmo não conhecendo nem metade das bandas. Engraçado que sempre que começo a ouvir me imagino pedalando super rápido no meio dos carros (mesmo morrendo de medo de fazer isso). assinatura

culinaria da van

Rolêzinho em Fortaleza /// Culinária da Van

Que o projeto do #Beda foi por água vocês já devem notar, essa coisa de trabalhar, ter blog e ser dona de casa não combina muito com postagem todo dia. Uma pena já que eu estava muito animada e queria muito colocar muito conteúdo novo aqui no blog ( mas de que adiantaria ter quantidade e nadica de qualidade, né?)

Mas vamos tentar manter a meta dos posts 3 vezes na semana se não ser certo, dobramos a meta.

Pra quem é de Fortaleza ou pra quem vem conhecer a cidade eu criei uma tag novinha chamada Rolêzinho onde eu vou mostrar restaurantes, festinhas, animações e agitos dos circuito off da cidade. E pra começar vamos de Culinária da Van?

Eu conheci a Van ( a dona and cozinheira) quando ainda vendia o melhor vatapá do mundo no estacionamento do seu prédio. Bem comida de rua de verdade, aqui também chamada de pratinho. A vibe do local era das melhores com dj e comida muuuito boa. Qual seria o próximo passo? Abrir o restaurante.

A Culinária da Van existe a menos de um mês mas já tem clientes fieis, se quiser visitar é bom chegar cedo pois lota bem rápido. O prato mais famoso é a feijoada mas o camarão crocante e o vatapá também são de morrer (aliás, não lembro de ter comido nada ruim por lá). A boa música continua por lá, e a discotecagem sempre dá preferência a música brasileira.

Processed with VSCOcam with m5 preset

Processed with VSCOcam with m5 preset

O preço médio dos pratos é de R$ 15,00 e são individuais.

O endereço é na Rua Waldery Uchôa,2340,Benfica. Bem perto da praça da Gentilândia.

assinatura

retrospectiva

Minha evolução no desenho

Bem no começo de 2015 fiz uma daquelas listas de metas para o ano novo e uma delas era finalizar pelo menos uma ilustração por semana. Daí que estamos em Agosto e essa meta ainda não foi 100% cumprida.

Meu tempo tem ficado cada dia mais restrito e parar para desenhar acaba se tornando a última das minhas atividades (no fim de semana, pq no trabalho eu desenho muito). Mas eu fui rever meu caderno de desenhos e vi uma evolução no meu traço … assim, coisa pouca, mas vi! =}

Processed with VSCOcam with f2 preset

Processed with VSCOcam with f2 preset

Processed with VSCOcam with m5 preset

Processed with VSCOcam with m5 preset

Processed with VSCOcam

Processed with VSCOcam

Desenhar plantas e objetos é muito mais fácil pra mim. Eu não tenho grandes dificuldades com isso mas meu objetivo é criar boas figuras femininas ( já que é algo que eu gosto de desenhar) e humanos – e esse sempre foi meu calo. Aprendi muito com a internet, acho que posso me considerar autodidata – tenho um painel com vários tutoriais no Pinterest.

Processed with VSCOcam

Processed with VSCOcam

Processed with VSCOcam

Processed with VSCOcam

Processed with VSCOcam

Processed with VSCOcam

Processed with VSCOcam with m5 preset

Processed with VSCOcam with m5 preset

Do primeiro estudo de rostos, em fevereiro desse ano, até o último desenho que fiz essa semana ( o da garota com folhas) dá para ter uma idéia da evolução do meu traço.

Ainda me sinto muito mais confortável criando ilustrações no computador mas quero estudar mais desenho tradicional. Desenhar é algo que me relaxa e me deixa mais criativa, sempre que estou com bloqueio criativo no trabalho paro e faço um desenho novo.

Acho que estou começando a definir minha própria estética, e sei que é um processo lento, então vou continuar fotografando tudo e praticando. afinal só se aprende a desenhar desenhando.assinaturabeda

#BEDA 10 dicas para quem vai morar só

Depois de anos na casa dos pais sempre chega aquela hora que você toma vergonha na cara e procura um lugar só seu. Pra mim, esse dia finalmente chegou há dois anos atrás e com ele outra mudança morar com meu namorado.

Então, além de nunca ter tido a experiência de bancar uma casa eu ainda tinha que aprender a dividi-la com uma pessoa. Se por um lado é incrível por que você se vê construindo uma vida e tendo com quem dividir os perrengues, por outro lado você tem que ter jogo de cintura pra passar por todas as barras e banca-las também.

sala{essa é a minha sala}

Então fiz uma listinha de 10 coisas que ninguém me contou e tive que aprender só mesmo:

1 – Calcule sua nova vida

Antes de mais nada, saiba que tem dinheiro pra bancar sua nova vida. Morar só custa caro e você tem que saber direitinho quanto vai custar todo o processo. E já fique sabendo que por pelo menos um ano é muito complicado ir naquela festa que você ama e tomar vários drinks, a grana fica curta mesmo!

2 -Tenha paciência

Quando decidimos morar juntos, meu namorado queria se mudar logo encontrar um local e depois ir comprando os móveis e eletrodomésticos aos poucos. Maaas eu como boa geminiana não deixei, primeiro juntamos nossas poupanças, corremos atrás de freelas e compramos o básico. Assim, quando nos mudamos já tínhamos tudo (geladeira, fogão, cama etc) e quase nenhum gasto extra.

3- Nada de cartão de crédito

Completando a dica anterior, tente comprar o máximo de coisas à vista. Conseguimos bons descontos e não contraímos nenhuma parcela para pagar na casa nova.

4 – Faça um Chá de Panela

Eu não queria, relutei, me estressei mas acabei fazendo. Minha vó que me ajudou a organizar tudo e eu fiquei tão craque que vários amigos já me pediram dicas e a lista dos presente (faço um post juro!). Além do mais qualquer pregador que você ganhe, já é um pregador a menos pra comprar.

5 – Faça uma palhinha com a projeção dos custos

Antes de nos mudarmos eu o Darling já tínhamos feito uma palhinha com a “idéia” dos que íamos gastar. Nos baseamos pelo gasto na casa dos nossos pais e fomos vendo onde teríamos que já economizar. Pode parecer complicado imaginar um custo que você nunca teve mas funciona assim: na casa dos pais dele a conta de luz dava R$ 150,00 e na do meu pai R$ 115,00, então imaginamos que nossa conta de luz seria R$ 100,00.

6 – Depois que se mudar faça uma planilha real

Depois de um mês você já consegue ter uma idéia dos custos da sua casa. Anote tudo com que gasta ( até um bombom que seja) e coloque em uma planilha, eu usei essa aqui da embracom que me ajudou muito.  Com esse orçamento real você vai saber exatamente onde pode economizar.

varanda7 – Tenha uma poupança

Eu sei que é difícil, principalmente no começo com tanta coisa pra comprar, mas tente ter uma poupança para emergências. Carros quebram e canos dão problema  a qualquer momento e é bem melhor estar preparado pra não afetar muito nas despesas.

8 – Faça as refeições em casa o máximo possível

Assim que você fizer essa planilha terá um susto com o quanto você gasta comendo em restaurantes. Eu sei, eu tive esse susto. A diferença entre comer em casa e comer fora é gigante e sua alimentação fica mais saudável. Eu aprendi a cozinhar com a ajuda da internet, não é nenhum mostro (ok, que fiz uma torta que nem o Chico gostou) mas ficam as histórias. =}

9 – Faça um board no Pinterest 

Decorar a casa é a parte mais legal, faça um board no Pinterest para ir guardando suas inspirações e vá adaptando a sua realidade. Esse aqui é o meu.

10 – Curta todos os momentos

Sem dúvidas morar só é um grande passo na sua vida, você vai lembrar pra sempre de como foi a escolha do lugar, os problemas, as conquistas, a sensação de chegar em casa e saber que aquele é seu lugar. Juro que existem poucas coisas tão boas quanto isso.

assinaturabeda